Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saga Crepusculo Portugal

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Saga Crepusculo Portugal

03
Out09

Paramore sobrevive e lança álbum dinâmico e forte!

Joana

Agora que Hayley Williams está a chegar aos 21 anos e  a sua banda, Paramore, já vendeu mais de um milhão de cópias do álbum Riot!, de 2007, o romance já não é mais o seu principal dilema. Para Brand New Eyes, terceiro álbum de estúdio Paramore, Hayley e o guitarrista Josh Farro também escreveram canções que falam sobre ambição, amizades arruinadas, desilusões da fama e tensões que ameaçaram separar a banda, ano passado.

 

Na faixa “Looking Up” ela canta: “Não consigo acreditar que quase acabamos”.

 

Ao invés de implodir, o Paramore se esforçou ainda mais no novo álbum, buscando habilidades antigas e adquirindo novas. Fazendo uma retrospectiva, uma banda como o Paramore estava fadada a aparecer durante a ascensão do estilo emo em meados dos anos 2000. Emo era o mesmo que punk-pop super carregado, cantado em voz aguda por caras hiper-sensíveis que soavam como andróginos ou pré-adolescentes – combinação perfeita para fãs adolescentes com volatilidade hormonal. Mas, para conseguir o efeito da voz aguda, porque não colocar então uma mulher na linha de frente?

 

Ao cantar sobre paixões e traições nos primeiros dois álbuns do Paramore, em 2005 e 2007, a adolescente de cabelo laranja demonstrava tanta ansiedade quanto os rapazes sofridos do estilo emo. Entretanto, com uma voz que se expande sem esforços ao subir, ela acabou se mostrando mais forte, mais apurada e menos estridente.

 

O Paramore não inventou versos que param e recomeçam, refrões para serem acompanhados aos gritos ou guitarras que soltam riffs em formações estratégicas – e muito menos sentimentos do género “mudar é bom”, como Williams insiste em dizer na faixa “Ignorance”. A banda, porém, exibe o que aprendeu com o No Doubt, Jimmy Eat World e U2 de maneira tão habilidosa como qualquer outra banda: fundindo vontade e detalhes.

 

No álbum Brand New Eyes, o Paramore contou com a produção de Rob Cavallo, produtor do Green Day de longa data, depois de trabalhar com ele na música “Decode”, melodrama gótico de quatro minutos para a trilha sonora de “Crepúsculo”. Juntos eles expandiram a dinâmica da banda sem sacrificar a força propulsora da mesma.

 

Neste álbum, o Paramore se permite algumas canções mais tranquilas, especialmente “Misguided Ghosts”, uma balada de despedida feita para guitarras dedilhadas. Mas as guitarras barulhentas e elaboradas também têm lugar no álbum. A guitarra de ritmo punk que abre “Brick by Boring Brick” poderia impulsionar uma canção inteira, mas em poucos instantes uma linha mais alta de guitarra toma força, e Williams se sobrepõe a elas com uma melodia de sua autoria. Ao final, a canção dá origem a um refrão de sílabas nonsense que é puro pop. Como a maioria das faixas, a canção é fácil de pegar e ficar na cabeça, o que garante segurar o Paramore até sua próxima crise de identidade.

 

Fonte: Twilighters

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Fórum Saga Crepúsculo Portugal

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail: crepusculoforum@sapo.pt
Um blog que vai ao encontro do que as (os) Fãs desejam mais. Aqui é o Espaço Perfeito onde podes saber novidades sobre esta emocionante saga que está a mudar o Mundo, a SAGA CREPUSCULO ... Esperamos por ti AQUI .

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D