Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saga Crepusculo Portugal

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Saga Crepusculo Portugal

24
Nov09

A Saga Twilight Lua Nova

Joana
© Summit Entertainment

E chegamos finalmente ao segundo filme da saga de Twilight, desta vez o franchise por parte de Catherine Hardwicke num registo bem mais calmo, mais melancólico que o primeiro filme.

 
Antes de passarmos para as verdadeiras questões do filme, alguma contextualização: ao contrário de muitos outros filmes, filmes para fazer dinheiro, Twilight não sofre de problemas de identidade, e desde os primeiríssimos minutos do romance de Bella e Edward em 2008 que a realizadora assumiu perfeitamente quais os objectivos e quais as razões pelas quais estão ali.
 
Twilight trata do fantástico, é verdade, mas acima de tudo, é um romance. E neste segundo filme, mais que nunca, essa componente esteve saliente, para a infelicidade de Bella, não um romance tão feliz como esperava, mas não deixa de ser um romance. Twilight, não é nem mostra querer ser o próximo Harry Potter, por variadíssimas razoes. Em Potter, o publico alvo, abrangia, alem do obvio puclico mais infantil, de uma certa forma também um público mais sério e maduro, um público mais velho digamo; isto não quer dizer que Twilight não o faça, mas a abordagem é diferente, por duas simples razões, a narrativa é uma narrativa madura, mas que nunca esquece que se trata de adolescentes, e por outro lado a força dada ao fantástico e ao sobrenatural é quase (quase.) secundária, é como se tratasse de um romance em que, por acaso, acontece que Edward é um vampiro, poderia ser outra coisa qualquer, claro que o romance é determinado pelo factor sobrenatural, mas não é sobre isso que o filme trata, o filme relata o romance, aquilo que o molda anda de mãos dadas à história mas de uma forma muito paralela.
 
Depois deste pequeno introdução, The Twilight Saga: New Moon:
 
Claramente esta segunda película é uma película mais passiva em relação ao primeiro filme, os acontecimentos são mais lentos (e talvez em relação a Jacob, um tanto previsíveis) mas apesar de a acção estar em proporções menores e mais espaçadas o filme não deixa de ser pior que o seu antecessor, é diferente. Claro que tinha de corresponder às expectativas do primeiro filme, e acho que o conseguiu, não o superou, mas não desilude. Claro que há muita má língua e muita critica e media que de certa forma tentam deitar abaixo a maquina que é Twilight, mas a verdade é que os números falam por si, e o facto de Twilight ter semelhanças a mais um filme de adolescentes não ajuda à critica, a grande valia desta produção que-é-semelhante-a-um-filme-para-adolescentes é que alem de uma excelente realização por parte da realizadora Catherine Hardwicke , toda a montagem e mistura está num óptimo patamar. Vejamos a banda sonora, com a colaboração de alexandre desplat a sonoridade restante que marca Twilight é maioritariamente bandas da dita cena comercial, a verdade é que a forma tão subtil com que são usadas encontra uma naturalidade que só reforça a identidade que o filme deseja encontrar, e que o consegue. A um ritmo não tão rápido, a saga deixa a narrativa estanque com a crise adolescente de Bella e do seu romance com Edward, porquê adolescente? O filme retrata um romance tão forte ou tão bem construído como tantos outros encontrados na história do cinema, mas a verdade é que as atitudes e abordagens das personagens em relação ao dito romance, e que o determinam, são adolescentes, e a verdade é que acaba por ser esse factor que dá toda a naturalidade e que permite a qualquer pessoa ter prazer ao assistir a Twilight, nada ali é forçado.
 
O argumento continua no mesmo registo que a primeira película, bem doseado, e oferece algumas das surpresas (talvez aqui seja o único defeito do filme) no momento certo, mesmo que por vezes já esperadas. Preparando assim, os ingredientes para o terceiro filme, sendo esta segunda película uma espécie de interlúdio, a preparação, o montar e encaminhar das personagens, poderia dizer se que pouco acontece neste segundo filme mas a verdade é que apesar de não ser um filme tão feliz ou tão entusiasmante, dado o sofrimento de Bella (como personagem principal feminina responsável pelo maiores números para um filme com essa mesma característica), é um filme que determina brutalmente todo o belo romance que é construído no primeiro filme. Resumindo-se então a isso mesmo, o segundo filme da saga, não é nada mais que um preparar do que aí vem, uma calma, que apesar de ser uma calma um tanto mais triste ou melancólica, que se prepara para a tempestade. Não será mal recebido pelas ansiosas fans com toda a certeza, mas sim por aqueles que de uma forma não compreendem a dimensão ou o propósito de Twilight, propósito esse, que o serve na perfeição, narrar um romance, na perspectiva de Bella que, acontece que se apaixonou, por um, vampiro. Mundos fantásticos estes.
 
Estaremos cá para a terceira película.
 
Fonte: msn.entertainment

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Fórum Saga Crepúsculo Portugal

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail: crepusculoforum@sapo.pt
Um blog que vai ao encontro do que as (os) Fãs desejam mais. Aqui é o Espaço Perfeito onde podes saber novidades sobre esta emocionante saga que está a mudar o Mundo, a SAGA CREPUSCULO ... Esperamos por ti AQUI .

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D