Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saga Crepusculo Portugal

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Saga Crepusculo Portugal

30
Ago10

Fanfic - Capitulo 6 - "Noite de Luar"

Joana

Capítulo 6 - Fragilidades

 

 

 

 

Renesmee

 

- Renesmee! Ah... o que aconteceu … .vou te dizer. Filha o avô Charlie está no hospital. Ele teve um acidente muito grave de carro. Ele está em coma querida.

- NÃO! NÃO - gritei.

Não queria acreditar no que a minha mãe me disse.Naquele momento deixei de ouvir, ver e sentir alguma coisa.

- Edward! - disse a minha mãe com algum esforço, se ela fosse humana diria que estava a chorar.

- Oh! Bella, ela e o teu pai vão ficar bem!

- Vai acordar daqui a 2 minutos. - disse Alice.

- Bella! Se quiseres ir ao hospital, podes ir nós ficamos com ela!- disse Carlisle.

 

Eu também quero ir ao hospital, eu quero ir ver o avô Charlie. Renesmee abre olhos tu és capaz.

Tive uma ideia. Pai, pai eu sei que me estás a ouvir, leva - me ao hospital quero ir ver o avô.

- Filha!? - disse Edward.

Pai, diz à mãe que quero ir ao hospital, com ela.

- Bella! Ela está a falar comigo! Ela quer ir contigo ao hospital.

De repente, abri os olhos.

- Filha! - ouvi a minha mãe.

- Mãe também quero ir ao hospital. Quero ver o avô Charlie.

- Está bem! Tu já tens capacidade para compreender estas situações. Não há problema. - disse a minha mãe.

O Jacob? O meu namorado?

- O Jacob, está na sala a descansar - disse o meu pai.

- Quero vê-lo!

Saí a correr pelo quarto fora, quando cheguei à sala estava Jacob deitado no sofá a dormir profundamente. Aquele era o rapaz que eu amava, onde no rosto se notava a boa pessoa que ele era.

Fui à beira dele, e dei-lhe um beijo.

- Nessie!? NESSIE! Já estás melhor? - perguntou ele com espanto.

- Sim um pouco. Vou ver o avô Charlie daqui a pouco. -comecei a chorar.

- Oh meu amor! O Charlie é um homem forte, ele vai ficar bem.

- E se não ficar? - perguntei.

- Menina Renesmee Carlie Cullen ! Que pessimismo é esse?

- Não sei. Tenho medo muito medo. Embora não esteja muito com o meu avô, eu gosto muito dele, é o meu avô humano,sinto a sua fragilidade.

- Nessie! Prometo-te ele vai ficar bem. Agora vai-te vestir para irmos ao hospital.

- Tu também vais?- perguntei

- Claro que vou.

- Ai que bom! Nem sabes o quanto me fazes feliz ao fazer isso. Amo-te muito Jacob Black.

- E eu amo-te a ti Renesmee Cullen.

- Renesmee! Anda temos que ir! - disse a minha mãe.

 

Bella

  

O meu maior medo era a reacção da Renesmee a esta notícia, mas tudo passou e ela agora está melhor.

Estou mais aliviada ao saber que Alice consegue ver o futuro do Charlie.

- Bella não te preocupes, eu já estive a ver o futuro do teu pai, ele daqui a poucos dias vai acordar, e prometo que ele vai ficar bem. - disse Alice.

Se a Alice disse que viu o meu pai a melhorar eu confio, agora espero que a minha filha consiga passar por este mau bocado.

Quando vim para Forks, tinha uma relação muito fechada com o meu pai, depois ao longo do tempo apercebi-me que ele também tinha que fazer parte da minha vida, e deixei-o entrar devagar, e agora acontece isto, não quero acreditar.

- Mãe! Vamos! - disse a Renesmee.

- Sim querida! O Jacob também vem?

- Sim mãe, ele quer-me fazer companhia - disse ela.

Ainda bem que a minha filha tem um namorado como o Jacob.

Demoramos pouco tempo a chegar ao hospital, estava com medo , medo de ver a situação do meu pai, tinha medo de ficar pior ao vê-lo.

Quando entrámos no hospital toda a gente ficou a olhar para nós, principalmente para a Renesmee.

Pedi os cartões de visita e entramos os três ao mesmo tempo. Quando cheguei à porta do quarto onde o meu pai estava virei-me para a Renesmee e disse.

- Filha agora tens que ser uma rapariga forte!

- Vou tentar mãe...vou tentar.

Entramos no quarto e quando vi o meu pai fiquei estupefacta, tinha apenas uns arranhões na face e nos braços, com a gravidade do acidente qualquer outra pessoa ficaria toda partida. O que fazia impressão era os fios que estavam ligados ao seu corpo.

Ficamos durante todo o dia, Renesmee ficou o tempo todo sentada ao lado do Charlie a falar para ele.

- Jacob! Será que ela vai ficar bem? - Perguntei.

- Não te preocupes! É só uma fase.

- Espero bem que tenhas razão. A Alice garantiu-me que o Charlie daqui a alguns dias vai acordar.

- A sério. Ainda bem. Tens que dizer à Renesmee.

- Não devo dizer - disse.

- Porquê? Ela ficará melhor se souber - disse Jacob.

- Jacob, as visões da Alice não são certas, o futuro pode mudar. Não vou dizer nada à Renesmee por causa desse problema, o futuro sempre muda. Percebes?

- Sim estou a perceber o que queres dizer. E se o futuro mudar, iria ser pior para ela.

Antes de irmos embora, fui falar para o meu pai tinha a certeza que ele me ouviria.

- Pai! É a Bella! Espero que fiques melhor.

Oh! ... pai nunca te disse isto por cobardia, eu adoro-te, adoro-te como pai e como amigo. A nossa relação não é muito boa, mas eu senti que nos começamos a dar muito bem, quando ouve aquele problema com o Edward. Peço desculpa por tudo de mal que fiz, peço muita desculpa. Nunca te esqueças, que estarei ao teu lado para sempre, prometo. Amo-te muito pai.

- Renesmee vamos embora? - perguntei.

- Sim, mãe. Adoro-te muito avô, nunca te esqueças disso.

Ao sairmos do hospital a Renesmee, começou a chorar. Custa-me tanto ver a minha filha a sofrer desta maneira, e eu sei poder ajudar.

Durante a viagem Renesmee adormeceu no ombro do Jacob.

 

***

 

Já na nossa casa, Edward acariciava-me , com as suas mãos suaves e leves como penas.

- Amor! - chamou ele - Em que estás a pensar?

- Estou a pensar no meu pai e nos bons tempos que passamos juntos.

- Bella o teu pai vai recuperar, prometo.

- Eu sei que sim Edward! Eu sei que sim.

- Lembras-te quando fomos dizer ao meu pai que íamos casar? Ou quando disseste que tinhas recebido uma resposta da Universidade do Alasca?- perguntei.

- Sim! Quando eu disse ao teu pai que tinha recebido uma resposta da Universidade do Alasca, naquele momento apetecia-lhe esfolar-me. Como se isso fosse possível.

- A sério! Nunca me disseste! - disse admirada.

- Achei que não era importante.

Estar com Edward fazia-me bem, esquecia-me de tudo e de todos. O amor da minha vida, um homem que quase perdi por quatro vezes. No salão de ballet com o James, quando ele foi para Itália para se matar, quando lutou com Victória e quando os Volturi vieram a Forks.

- Adoro-te Edward!

- Isso veio a propósito de quê? - perguntou ele.

- Estava-me a lembrar da quantidade de vezes que quase te perdi, mas graças à força do nosso amor isso nunca aconteceu.

- Graças a ti meu amor. Porque tu nestas passagens todas foste sempre tu a heroína.

- Também te adoro - disse ele, ao mesmo tempo que pegava em mim e me levava para o quarto.

- Quando é que este desejo vai acabar? - perguntei.

- Espero que nunca acabe, senão o que é que faríamos á noite, ah?

- Estudávamos! Víamos filmes,...

- Está bem,...agora deixa os filmes e os estudos para outra altura - disse Edward.

Naquela noite estava Lua cheia, a luz da lua entrava pelo nosso quarto dentro. Parecia que estava na Ilha Esme, só que a diferença agora é que de manhã acordamos e não tenho penas em cima de mim, já não posso dizer o mesmo da mobília.

 

Alice

 

A Bella e a minha sobrinha estão muito em baixo com o que aconteceu ao Charlie, mesmo sabendo que eu vi o futuro do Charlie a Bella anda muito abatida, por causa da Renesmee estar numa fase de melancolia e o mais engraçado nisto tudo é que a única pessoa que lhe consegue arrancar um sorriso da cara é o lobo, o amor da vida dela.

Nesta manhã fui caçar com o Jasper, para o lado norte do Canadá. Caçamos ursos pardos alguns veados e o melhor leões da serra. Como o Edward o meu alimento preferido são os leões da serra, o cheiro e o sabor do sangue é muito parecido com os dos humanos e é tão engraçado ver o Jasper a lutar com aqueles animais.

- Jasper neste tempo todo nunca te disse isto, adoro-te ver caçar leões da serra.

-Porque dizes isso? – prenunciou Jasper.

-Porque fazes muito pouco para acabar com estes animais ferozes...

-Oh Alice!

Naquele momento saltei-lhe em cima e dei-lhe um beijo, era um beijo frágil e imprevisível, a qualquer momento podia acabar.

- Meu monstrusinho adorável! – disse o Jasper juntamente com uma gargalhada.

- Eu sou o teu monstrusinho? Ahahahaha - disse rindo .

-Sim és a mulher da minha vida e o monstrusinho mais pequeno e adorável que já vi.

-Oh Jasper o que é que tu tens? Nunca foste assim tão …-disse eu sei saber o que ia dizer.

-Tão lamechas… certo tens razão, mas chegou a altura de mudar não achas?

-Ahahahahah.

- Estás-te a rir do quê?

-O Edward está a tentar ser como tu e tu queres ser como o Edward. Eu gosto de ti como és, não mudes, gosto de ti assim como és!

-Está bem, está bem. Agora vamos?

Não lhe respondi, peguei-lhe na mão e comecei a correr como se não houvesse amanhã, como se fosse a última vez que ia ver aquela casa enorme e magnífica que eu adoro.

 

Edward

 

As duas mulheres que amo mais do que tudo na vida estão a sofrer, e eu não posso fazer nada.

Renesmee, a minha filha, é a que sofre mais no meio disto tudo. Ela pode ter a mentalidade de um jovem, mas ainda é uma criança.

Bella, minha mulher, tem uma dor dentro de si que consegue esconder, mas ela a mim não me engana. Bella é muito preocupada com as outras pessoas, é capaz de se preocupar mais com o a minha família do que com ela própria.

Naquela manhã fui com a Bella e Renesmee ao hospital. Fiquei estupefacto ao ver a minha filha a falar para o Charlie daquela maneira. Nunca duvidei das capacidades dela mas nunca pensei que fossem assim tão boas, não é para me gabar mas ela sai ao pai.

- Bella! Vamos? - perguntei.

- Pode ser - respondeu um pouco abatida.

- Renesmee, querida tens que tomar o pequeno almoço - disse.

Renesmee detesta alimentar-se de comida humana. Mas como ela ainda tem partes humanas não se pode alimentar simplesmente de sangue animal.

Durante o caminho até casa, ninguém falou. Nesse momento aproveitei para apreciar o chilrear dos pássaros, o som dos esquilos a roer as pequenas avelãs, os ratos-de-campo a fugir dos predadores, o som da brisa a passar pelos grandes abetos, o cheiro do musgo e das flores, tudo isto é a paz da natureza.

Quando chegamos á casa grande, estava Jacob sentado nas escadas do pórtico à espera de Renesmee.

- Jacob! - gritou Renesmee.

- Olá, Nessie!

Como a vida muda de rumo, ainda à pouco tempo eu e o Jacob não nos podíamos ver á frente, agora tratámo-nos como dois irmãos.

- Bella meu amor! Vamos deixa-los sozinhos!

- Querida! Eu e o teu pai vamos caçar! Se precisares de alguma coisa, já sabes - disse Bella.

Adoro ver a Bella a caçar. Com muita delicadeza, parece que tem medo de magoar o animal. É fascinante.

A caminho da floresta perguntei a Bella.

- Pronta para caçar um leão da serra?

- Claro que sim! Venham eles! Sempre são melhores do que os veados.

Deixei Bella caçar primeiro. Ela caçou logo um urso pardo, era enorme, toda contente continuou. Ela estava mesmo sedenta.

A meio da caçada Bella perguntou-me.

- Edward! Quando o meu pai melhorar, podemos passar umas férias na Ilha Esme? Só eu e tu.

- Claro que sim. É só falar com o Carlisle, tenho a certeza que ele não se importa.

- Ainda bem! - disse ela.

- Mas porquê, estas férias? - perguntei curioso.

Ela êxito um pouco, e começou-se a rir. Fiquei um pouco confuso. Mais uma vez queria poder ler os pensamentos dela.

- Querido! Nós passamos pouco tempo juntos! Tem sempre alguém no meio! Eu quero estar sozinha contigo, sei ninguém à volta. Percebes?

- Ah! Sim tens razão! - disse-lhe.

- Vamos continuar? - perguntei.

- Sim claro! Tenho muita sede! - respondeu com um sorriso.

Quando chegamos da caçada, estava toda a gente em casa , até a Renesmee e o Jacob. Ao ver a minha filha e o Jacob tive uma ideia.

Peguei na mão de Bella que estava ao meu lado, e levei-a até ao meu antigo quarto.

- O que foi Edward? - perguntou.

- Tive uma grande ideia! - disse-lhe - quando vi o Jacob e a Renesmee, pensei, porque não oferecer-lhes uma viagem...

- E que tipo de viagem? - perguntou.

- Relembrei-me do que tu me pediste! Uma viagem até à Ilha Esme!

- Edward! A Renesmee só tem 7 anos. - disse

- Querida! A idade é um número! - disse utilizando o mesmo termo que o Jacob.

- Pois tens razão!... Até gostei um pouco da ideia, a nossa filha está mesmo a precisar.

- Também pensei nisso. Renesmee anda muito stressada. Os pensamentos dela andam muito confusos.

Quando descemos as escadas, ouvimos logo risinhos.

- Eles estão -se a rir do quê? - sussurrou Bella.

- Eles têm as mentes muito perversas! Não ligues.

Naquele momento fui falar com o Carlisle.

- Carlisle, preciso de um favor teu.

- Diz Edward!

- Eu e a Bella estivemos a pensar, e queríamos te pedir a Ilha Esme emprestada. Emprestas?

- Sim, claro. - disse aquilo juntamente com um sorriso.

- Não é para mim e para a Bella - disse-lhe logo, assim que ele pensou noutras coisas.

- Então? -perguntou confuso.

- É para a Renesmee e o Jacob. Achamos que eles precisam de estar algum tempo completamente sozinhos.

- Tens razão Edward! Fazes bem.

Ao ouvir Carlisle dizer aquilo fiquei aliviado, bem eu tinha a certeza de que ele não se ia importar.

Agora é só falar com a minha filha e com o meu genro. Ahahahah. Genro… gostei, pensei para mim.

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Joana 01.09.2010

    é mesmo a stephenie meyer ou é outra pessoa? não percebi!!! XD
  • Sem imagem de perfil

    ... 11.02.2011

    A Stephenie Meyer não fala português, e toda a gente sabe que o google não sabe traduzir
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Links

    Fórum Saga Crepúsculo Portugal

    Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail: crepusculoforum@sapo.pt
    Um blog que vai ao encontro do que as (os) Fãs desejam mais. Aqui é o Espaço Perfeito onde podes saber novidades sobre esta emocionante saga que está a mudar o Mundo, a SAGA CREPUSCULO ... Esperamos por ti AQUI .

    Arquivo

    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2011
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2010
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2009
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D