Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail: crepusculoforum@sapo.pt
Um blog que vai ao encontro do que as (os) Fãs desejam mais. Aqui é o Espaço Perfeito onde podes saber novidades sobre esta emocionante saga que está a mudar o Mundo, a SAGA CREPUSCULO ... Esperamos por ti AQUI .
.posts recentes

. Dakota Fanning em NYC (HQ...

. Imaegm promocional de Edw...

. Imagens dos efeitos espec...

. Novo poster de "The Host"...

. Nova foto de Nikki e Paul...

. Novo sneak peak de Stephe...

. Nikki ala sobre a reconci...

. Lana Del Rey fala sobre K...

. Data de estreia de "The M...

. Premiere de BD2 em Madrid...

. Novos stills de Robert, K...

. Premiere de BD2 em Madrid...

. Outtakes de Ashley Greene...

. Novo video de Robsten em ...

. Roll exclusivo de Robert ...

. Novas/antigas fotos de Ro...

. BD2 lidera a maior Box Of...

. Premiere de BD2 em Madrid...

. A lista de últimos desejo...

. Nova foto de Judi Shekoni...

. Premiere de BD2 em Madrid...

. Entrevista a Daniel Cudmo...

. Premiere de BD2 em Madrid...

. Kellan Lutz fala sobre a ...

. Screencaps do sextras do ...

.arquivos

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

.tags

. 100 monkeys(91)

. alex meraz(138)

. amanhecer(1283)

. anna kendrick(392)

. artigos(190)

. ashley greene(1080)

. atores(256)

. banda sonora(153)

. bastidores(80)

. bella swan(260)

. billy burke(86)

. boa noite crepusculianos(180)

. boo boo stewart(338)

. brasil(87)

. bryce(161)

. cam gigadent(85)

. charlie bewley(119)

. chaske spencer(100)

. chris weitz(104)

. christian serratos(120)

. comic-con(151)

. crepusculo(122)

. curiosidades(191)

. dakota(347)

. dakota fanning(100)

. david slade(86)

. dvds(85)

. eclipse(1047)

. edward(218)

. elenco(316)

. elizabeth reaser(87)

. entrevistas(1120)

. eventos(381)

. fan made(164)

. fãs(302)

. fas(98)

. festas(101)

. filmes(581)

. fotos(3600)

. galeria(965)

. gifs(148)

. jackson(229)

. jackson rathbone(129)

. jacob(99)

. jamie(142)

. kellan(579)

. kellan lutz(193)

. kristen stewart(3527)

. la(139)

. livros(93)

. lua nova(672)

. merchandising(272)

. michael sheen(113)

. moda(125)

. mtv(130)

. mtv video music awards 2009(85)

. mvma 2009(89)

. new moon(470)

. nikki(342)

. nikki reed(164)

. noticias(157)

. outros(237)

. outtakes(288)

. paris(88)

. parte2(153)

. peter(195)

. peter facinelli(266)

. photoshoot(380)

. portugal(82)

. poster(122)

. premier new moon(154)

. premiere(148)

. programas(170)

. rachelle(124)

. remember me(175)

. revistas(958)

. rob(115)

. robert pattinson(4296)

. robsten(430)

. saga crepusculo portugal(134)

. scan(80)

. scans(342)

. screencaps(170)

. set(157)

. set de eclipse(82)

. stephenie meyer(129)

. stills(343)

. swath(225)

. taylor(1250)

. taylor lautner(274)

. the runaways(121)

. trailer(155)

. twilight(461)

. twitter(634)

. vancouver(117)

. video(746)

. videos(1849)

. volturi(85)

. wallpaper(97)

. xavier samuel(146)

. todas as tags

.Crepusculo Portugal - Chat

Atenção : Este chat EA c -box do lado spoilers BASTANTES Direito Contemplação Sobre o filme ! Quem Quer Ser surpreendido comentarios nao veja OS Neste bate papo , Quem não aguenta OU JA VIU o filme esteja Vontade de ...
Sexta-feira, 3 de Junho de 2011
Fanfic - Capitulo 12 - 2ª Parte - "Nevoeiro"

Em Viagem

 

 

De repente, fiquei imersa em pensamentos, enquanto Edward me beijava a
cara, os lábios, o cabelo e o pescoço, de um modo intenso. Enquanto
humana, todos os cuidados eram poucos, uma simples proximidade
poderia ser fatal e Edward era surpreendentemente rigoroso com essas
regras. Naquele momento, era ele mesmo que me acariciava e
incentivava a continuar.

- Bella? – de repente, já não o sentia, mas sim outra mão, quente,
a roçar-me o braço com alguma repugnância.

- Sim, Sue? – respondi, surpresa com a sua expressão.

- Querida, não acho bonito estares cá dentro com o teu...marido
enquanto o casamento do teu pai decorre. – declarou ela, de modo
evasivo, lançando um olhar fulminante a Edward.

- Estávamos de saída, Sue. – rematou o meu marido, interrompeu-me e
puxando-me para si, quando me preparava para soltar uma rosnadela
gutural. – Aqui, e agora, não.

 

Deixei-me levar. O comportamento de Sue não deixava de ser estúpido, infantil
e insensato, mas não via a razão que ela tinha para agir daquela
maneira. Talvez Edward soubesse. Teria de lhe perguntar.

- Hum, Edward? – sibilei, enquanto nos aproximávamos de Renée e
Nessie, que conversavam animadamente.

- Sim, Bella?

- Porque achas que a Sue age assim? – perguntei friamente, mirando o
me alvo enquanto este abraçava o recente marido.

- Oh, não ligues. Ela odeia-nos, mas é algo que superará. Se não
for a bem, é a mal. Desde que ela continue a tratar-te
com respeito, por mim está tudo bem. – disse, abraçando-me e
olhando-a também.

- Mas porque nos odeia? Foi algo que lhe fizemos? Quero dizer, sei que
os seus filhos são lobisomens e nós somos vampiros – parei. Ainda
me custava pronunciar aquela palavra em voz alta, e agora a minha voz
límpida adquirira um tom urgente e histérico, muito abafado. –
mas todos nos temos dado excelentemente bem. Não vou suportar se sei
que anda a pensar e a dizer mal do Charlie nas suas costas.

- O Billy não o permitiria. São amigos do peito. Não te preocupes,
Bella. É esse o teu problema, preocupas-te demais. – sorri, e
abracei-o fortemente. Enquanto me via aflita ou assustada, Edward não
descansava.

- Bella! Edward! – chamou Renée, levantando a voz rouca e alegre.
Alguns cabelos grisalhos saltaram-lhe para a frente do rosto, e ela,
depois de os analisar tristemente, colocou-os com cuidado atrás da
orelha. – Venham cá! Eu e a vossa filha queremos pedir-vos algo.

Olhei para Edward, expectante. Já deveria saber de que se tratava, Renée
não sabia da sua útil habilidade, por isso não quereria desviar o
rumo dos pensamentos. Ele sorria, por isso presumi que não fosse
nada de mal.

- Mãe, pai, posso ir passar as férias do Natal a Jacksonville, com a
Renée? – pediu Nessie, muito inocente. Quase sufoquei.

- O quê? – perguntei, num grito baixo. Edward colocou-me a mão
atrás das costas, para me acalmar, mas sacudi-a. Pareceu
surpreendido, com medo.

- Vá lá, mamã. Deixa lá. – Renesmee avançou, pegando com a sua
mão na minha, e mostrando-me a sua ideia.

- Bem, só se não forem à praia. Devido à doença de mutação, a
Ness não pode ter nenhuma exposição ao sol, certo, mãe? – sabia
que Renée cumpriria aquelas regras, tudo o que mais queria naquele
momento era agradar a Edward e ao resto da família Cullen, podia
adivinhá-lo.

- Eu também vou, se não se importarem, claro. – pediu Jake, pegando
em Nessie pela cintura e beijando-a levemente nos lábios. Renée
ficou um pouco surpreendida.

- Hum, penso que não há nenhum problema, Jacob. – disse, virando-se
para Phil, que passeava Heather pelo jardim.

- Onde andaste, Jake? – perguntou Nessie, desviando o olhar do fundo
dos meus olhos caramelo.

- Não, não, minha menina. Espera aí. Quem te deu autorização para
ires a Jacksonville no Natal? – interrompi, tentando não rir.

- Mãe, sabes como adoro o sol, o calor, e o cheiro da maresia... Por
isso pensei...

- Pensaste que poderias deixar-me sem nada dizeres, não foi isso? –
disse, em tom de brincadeira. Ficava, na verdade, felicíssima por
Ness ter aceite tão bem Renée.

- Oh, obrigada, mãe. Vou já falar com o Phil. – exclamou,
abraçando-me.

- Estavas muito tensa... – comentou Edward, aproximando-se sem me
abraçar. – Passava-se alguma coisa há pouco?

- Não. – declarei, à espera que me abraçasse.

Esperei algum tempo e, como via que não tinha resposta, tomei a iniciativa,
abraçando-o, primeiro com cuidado, à espera da rejeição, e depois
mais fortemente, quando ele o retribuiu.

- Que se passa? Fiz alguma coisa mal? – murmurei, tensa.

- Hum, não. Estavas estranha, só isso. Pensei que estivesses
aborrecida comigo. – rematou, cauteloso.

- E porque estaria aborrecida contigo? – perguntei, com a cabeça a
andar à roda. Não percebi mesmo nada do que se estava a passar.

- Porque ultimamente tenho apoiado a Nessie em todas as suas ideias,
deixando-te para trás. Apenas quero voltar a ganhar a sua confiança.

- Não estou zangada contigo. – respondi, mais aliviada. – No
entanto, acho que não deves ganhar a sua confiança dessa maneira.
Poderia apostar que, se ela descobrisse, ficaria bem pior.

- Talvez deva agir de outra maneira. Vou pensar. Mas agora, vem cá. –
puxou-me para si, com alguma violência. Nem havia reparado que me
afastara dele, enquanto lhe falava. Beijei-o com força. Um lembrete
pulsava na minha cabeça.

Depois do casamento acabar, quando voltássemos para Pleasant Harbor,
Carlisle e os outros partiriam para a Amazónia e outros países com
raízes indígenas, a fim de descobrir mais dados sobre a espécie de
Renesmee, e Edward ainda não decidira se ficaria no país ou se iria
com eles.

Engoli em seco. Ainda tínhamos de conversar àquele respeito.

 

O copo-de-água depressa terminou, tal como eu receava. Esme convidou
Renée para uma visita à nossa casa, em Seattle, e a minha mãe
aceitou com agrado, trazendo Phil e Heather. Nessie pulava
alegremente à volta dos avós maternos e da tia, Heather, de que
tanto gostava.

- Mãe? – chamou Renesmee. Pareceu ser assaltada por uma dúvida.
Olhou rapidamente para trás e descontraiu-se, ainda meio em alerta.

- O que se passa? – perguntei, expectante.

- Hum, nada. Acho eu... – murmurou ela, voltando o rosto assustado
para a janela do carro, para que não lhe detectasse nenhum rasto de
preocupação.

- Chegámos, Renée! Seja bem-vinda! – exclamou Carlisle, abrindo a
majestosa porta de casa com um grande sorriso, e puxando Esme para
si, beijando-a na cabeça.

- Oh, é linda, Carlisle, sem dúvida! – respondeu a minha mãe,
contemplando com um ar maravilhado a nossa ampla sala de estar. –
Simplesmente maravilhosa! Como a arranjaram?

- Bem, o Jasper tem uns contactos... – rematou Esme, abraçando Jazz.

- Oh, Jasper, e não tens nenhuma referência a casas destas para o
lado da California? É do que precisamos, certo Phil? – perguntou
Renée, dirigindo-se a Jasper, que a mirou, sustendo a respiração.
Retraí-me, e todos os outros Cullen me imitaram.

- Hum, penso que sim, minha senhora. – respondeu Jazz, muito cortês
e bem-educado. – Se assim o desejar, posso dar alguns contactos a
Phil.

- Seria fantástico! E com o novo emprego do Phil, poderíamos pagá-la
de uma vez. É claro que não quero nada de muito grandioso... –
começara a discursar, a minha mãe. Já tinha mais um dos seus
planos malucos na cabeça, e agora era impossível demovê-la daquela
ideia.

- Avó? – chamou Nessie. – Vens ver o meu quarto?

- Oh, claro, minha querida. Vamos lá. – disse, lançando um último
olhar à nossa família, e subindo as escadas, apressada,
contemplando tudo à sua volta.

- Temos de partir. – afirmou Carlisle com firmeza, assim que Nessie e
Renée alcançaram o segundo lance de escadas. – Vens connosco,
Edward?

Edward retraiu-se, puxando-me mais para si. Tinha de impedir que ele fosse.
Lancei-lhe um olhar triste e vazio, que transmitia exactamente o que
sentiria se ele se fosse, apenas por um minuto. Ele fitou-me,
pausadamente, respirou fundo e falou:

- Carlisle, peço-te que descubras tudo o que conseguires sobre essa
maldita mancha. Eu não vou. Não quero deixar a Bella e a Ness
sozinhas. – declarou, para minha alegria. Alice, Esme e Rose
lançaram-lhe olhares admoestadores. – Não que elas não estejam
em segurança convosco, – retorquiu, olhando-as com carinho – mas
sabem que ficaria mais descansado se aqui permanecesse.

- Gostámos do discurso, maninho. – disse Emmett, no seu habitual tom
gozão. – Agora, vamos. – lançou-lhe um olhar de leve desprezo
brincalhão, que decidi ignorar. Não me apetecia arranjar problemas,
ou partir alguma coisa.

- Hum, esperem. – interrompeu Alice, de sobrolho franzido. – Se
saírem agora, Renée vai desconfiar. Não pareceremos uma família
unida, com alguns dos membros a fazerem viagens de vários dias ao
estrangeiro. – parecia bastante convencida de que a sua ideia era
plausível.

- Sim, tens razão, querida Alice. – rematou Carlisle. Emmett lançou
um esgar de gozo e Rosalie bateu-lhe ao de leve no ombro. – Talvez
devêssemos retirar-nos apenas depois de Renée, Phil e Heather terem
abandonado a cidade.

- Nessie, tenta despachar a Renée. – sibilei, certa de que a minha
filha me ouviria.

- Certo. – um murmúrio vindo de muito longe assomou ao meu cérebro.

- Carlisle, Jazz, Em, já têm as coisas preparadas? – perguntou
Esme, com um travo de amargura no rosto. Era notório que não
gostava de abandonar o marido e os filhos em expedições como estas.
Uma ideia asaltou o meu espírito.

Via que Esme estava infeliz, e que Alice não estava nos seus melhores
dias, e podia adivinhar que estavam tristes por se separarem dos
companheiros.

- Alice, Esme, chegam aqui por um momento? – pedi, dirigindo-me ao
jardim mais afastado da casa.

- Claro. – disseram em uníssono, seguindo-me com expressões
confusas nos rostos angelicais.

- Ouçam-me, sei que estão com vontade de os acompanhar à Amazónia.
– tinha a certeza de que elas sabiam perfeitamente do que eu estava
a falar, por isso continuei. – Vão com eles. Divirtam-se. Nós
sabemos cuidar uns dos outros. – virei-me para Esme, cujas feições
eram de pura preocupação.

- Oh, Bella, a sério que não se importavam? – perguntou Alice,
radiante, preparando-se para ir contar a Jasper.

- Claro. – respondi simplesmente, sorrindo. – Vá lá, Esme. Vá
também.

- Bella, não te importas? Custa-me deixar o Carlisle. Aposto que sabes
o que isso é. – acenei. Era por isso mesmo que lhes fazia aquela
proposta.

- Talvez a Rose queira ir também convosco. – disse eu, pensando no
paraíso que seria se fôssemos apenas nós os três a viver naquela
mansão.

- Hum, não. Se não te importares, Emmett, preferia ficar aqui. Tenho
umas ideias quanto a um emprego... – pediu Rosalie, falando um
pouco mais alto, para que Emmett ouvisse, mas não deixando de
sussurrar.

- Claro, princesa. Tudo o que quiseres. – respondeu ele, gentilmente,
abraçando-a. Ela lançou-lhe um olhar lindo, de agradecimento.

 

Passados
alguns minutos, talvez meia hora, em que ouvimos Rosalie a tocar
piano e a cantarolar, Renée e Nessie desceram.

- Bella, Esme, adorei a vossa casa e foi muito gentil da vossa parte
mostrarem-me a vossa habitação. Mas eu e o Phil temos de nos
retirar. Amanhã a Heather tem a festa de aniversário de um
amiguinho, o Trevor, e não quero ter de a arranjar à pressa. Gostei
muito de conviver com todos vocês. – Renée falava muito
formalmente, olhando de esguelha para mim. Sorri-lhe, encorajando-a.
Podia ver como era difícil dirigir a palavra aos membros mais
intimidadores dos Cullen, como Emmett ou Jasper, ou até Rosalie, que
a olhava com um olhar intenso, abraçada a Em.

- Vamos , Phil. Traz a Heathy. – pediu, dirigindo-se à porta. Edward
tremeu. Parecia debater-se com algo.

- Hum, Renée? Phil? Acham que posso... posso pegar-lhe ao colo, uma
última vez? – Alice e Rose soltaram um gemido de exclamação.

- Mas é claro, meu querido Edward. – disse ela, admirada. Entregou a
bebé ao meu marido, que a acariciou com carinho.

- Tio! – exclamou a pequena, tocando-lhe na face gelada. – Vem com
a Heather!

- Queria muito, minha querida. Mas receio não poder. Ver-te-ei em
breve. – disse pausadamente. Beijou-a com ternura na cabeça e
depositou-a novamente nos braços da minha mãe. Esme soluçou.
Estava emocionada.

- Adeus, mãe. Adeus, Phil. – despedi-me apressadamente. Jazz e
Emmett estavam a ficar impacientes.

- Adeus, querida. Voltarei em breve, para vir buscar a Nessie para
Jacksonville! – exclamou, acenando enquanto entrava no carro.

- Adeus, Renée! – disse a família Cullen, em coro. Depois, todos
sorrimos.

 

- Bem, então adeus. Resta-me desejar-vos uma boa estadia no Sul. –
disse eu, apertando o pescoço de Edward com mais força.

Esme puxou-me para si, para me abraçar, e Alice fez o mesmo.

- Vá lá, não é assim tanto tempo. Uma semana! O que é isso, para
alguém que tem a eternidade à sua espera? – perguntei, em tom
desafiador.

- É muito tempo, se for a tua irmã e melhor amiga que deixarás de ver. –
disse ela, emocionando-me.

- Vão lá, o avião está a descolar. – cuidou Edward, beijando-as
na cabeça e acenando aos outros.

- Amo-te, querida. – disse Esme, correndo para a porta de embarque.

Ficámos a vê-los a voar, com um ar sonhador, até o telemóvel tocar.

- Nessie? Que se passa? – perguntei, aflita.

- Nada, só telefonei porque já estão fora à duas
horas! – disse ela, a rir. Com a minha audição apurada, consegui
detectar a gargalhada gutural de Jacob mais longe do telefone.

- Já estamos a ir, filha. São só uns minutos. – disse. E
retirámo-nos discretamente do aeroporto, escondendo-nos atrás de
umas árvores.

Dirigimo-nos a alta velocidade ao centro de Seattle, onde deixáramos Rose há
algum tempo atrás, para que esta procurasse um emprego e visse
algumas roupas para Renesmee, que passara a usar o meu tamanho, e
Alice fazia questão de cada um usar o seu
vestuário.

- Estava a ver que nunca mais chegavam. Estou aqui à vossa espera à
cerca de uma hora. – disse ela friamente, começando a correr.

- Porque não foste andando? – perguntou Edward com a sua voz de
veludo, mas Rosalie limitou-se a lançar-lhe um olhar furioso.
Encolhi os ombros.

Chegámos a casa num piscar de olhos, como era habitual, e logo avistei a minha
filha, agarrada a Jacob, acenando entusiasticamente na nossa
direcção. À medida que nos aproximávamos, o seu semblante feliz
foi escurecendo. Parecia estar a concentrar-se em algo. Quando
cheguei ao seu lado, o seu rosto era resumido a um sorriso triste.

- Renesmee, o que tens? – perguntei, beijando-a na bochecha. Pegou-me
na mão com cuidado, e logo uma imagem apareceu na minha cabeça.
Carlisle e os outros apanhavam o avião, tristes, e acenavam, e eu
choramingava, agarrada a Edward.

- Sou uma fútil. Esta mancha é inofensiva. Se não fosse eu, vocês
não teriam de se separar. – rompeu ela, infeliz.

- Mas, se não fosses tu, esta família não seria tão feliz. –
retorqui, com um sorriso. Empurrei Jake para o lado e abracei a minha
filha, que agora chorava ruidosamente. Jacob parecia deveras
preocupado. Fazia-me lembrar Edward, na noite em que o meu melhor
amigo se despedira de mim, e eu passara todo o serão a chorar.

Edward abraçou-nos às duas, suspirando.

- Eles gostam de ti, filha. Tenta perceber isso. – disse ele,
beijando-a na testa.

- Acho que sempre o soube, pai.

 

 



publicado por Joana às 23:44
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

.Saga Crepúsculo Portugal
Todos os direitos reservados á Saga Crepusculo Portugal e ao seus autores , textos devidamente creditados excepto . Quem copiar sem citar o autor do post , infringe em termos de direitos autorais .



.Trailers Amanhecer - Parte 2
.Contadores

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

.Fan Fic

Nevoeiro - Capitulo 1I

Nevoeiro - Capitulo 1II

Nevoeiro - Capitulo 2I

Nevoeiro - Capitulo 2II

Nevoeiro - Capitulo 3I

Nevoeiro - Capitulo 3II

Nevoeiro - Capitulo 4I

Nevoeiro - Capitulo 4II

Nevoeiro - Capitulo 5I

Nevoeiro - Capitulo 5II

Nevoeiro - Capitulo 6I

Nevoeiro - Capitulo 6II

Nevoeiro - Capitulo 7I

Nevoeiro - Capitulo 7II

Nevoeiro - Capitulo 8I

Nevoeiro - Capitulo 8II

Nevoeiro - Capitulo 9I

Nevoeiro - Capitulo 9II

Nevoeiro - Capitulo 10I

Nevoeiro - Capitulo 10II

Nevoeiro - Capitulo 11I

Nevoeiro - Capitulo 11II

Nevoeiro - Capitulo 12I

Nevoeiro - Capitulo 12II

Nevoeiro - Capitulo 13I

Nevoeiro - Capitulo 13II

Nevoeiro - Capitulo 14I

Nevoeiro - Capitulo 14II

Nevoeiro - Capitulo 15I

Nevoeiro - Capitulo 15II

Nevoeiro - Capitulo 16I

Nevoeiro - Capitulo 16II

Nevoeiro - Capitulo 16III

Nevoeiro - Capitulo 17I

Nevoeiro - Capitulo 17II

Nevoeiro - Capitulo 17III

Nevoeiro - Capitulo 18I

Nevoeiro - Capitulo 18II

Nevoeiro - Capitulo 18III

Nevoeiro - Capitulo 19I

Nevoeiro - Capitulo 19II

Nevoeiro - Capitulo 19III

Nevoeiro - Capitulo 20I

Nevoeiro - Capitulo 20II

Nevoeiro - Capitulo 20III

Nevoeiro - Capitulo 21I

Nevoeiro - Capitulo 21II

Nevoeiro - Capitulo 21III

Nevoeiro - Capitulo 22I

Nevoeiro - Capitulo 22II

Nevoeiro - Capitulo 22III

Nevoeiro - Capitulo 23I

Nevoeiro - Capitulo 23II

Nevoeiro - Capitulo 23III

Renesmee Cullen - Capitulo 1

Renesmee Cullen - Capitulo 2

Renesmee Cullen - Capitulo 3

Renesmee Cullen - Capitulo 4

Renesmee Cullen - Capitulo 5

Renesmee Cullen - Capitulo 6

Renesmee Cullen - Capitulo 7

Renesmee Cullen - Capitulo 8

Renesmee Cullen - Capitulo 9

Renesmee Cullen - Capitulo 10

Renesmee Cullen - Capitulo 11

Renesmee Cullen - Capitulo 12

Renesmee Cullen - Capitulo 13

Renesmee Cullen - Capitulo 14

Renesmee Cullen - Capitulo 15

Renesmee Cullen - Capitulo 16

Renesmee Cullen - Capitulo 17

Renesmee Cullen - Capitulo 18

Renesmee Cullen - Capitulo 19

Renesmee Cullen - Capitulo 20

Renesmee Cullen - Capitulo 21

Renesmee Cullen - Capitulo 22

Renesmee Cullen - Capitulo 23

Renesmee Cullen - Capitulo 24

Renesmee Cullen - Capitulo 25

Renesmee Cullen - Capitulo 26

Renesmee Cullen - Capitulo 27

Renesmee Cullen - Capitulo 28

Renesmee Cullen - Capitulo 29

Renesmee Cullen - Capitulo 30

Renesmee Cullen - Capitulo 31

Renesmee Cullen - Capitulo 32

Renesmee Cullen - Capitulo 33

Renesmee Cullen - Capitulo 34

Renesmee Cullen - Capitulo 35

Renesmee Cullen - Capitulo 36

Renesmee Cullen - Capitulo 37

Renesmee Cullen - Capitulo 38

Renesmee Cullen - Capitulo 39

Noite de Luar - Capitulo 1

Noite de Luar - Capitulo 2

Noite de Luar - Capitulo 3

Noite de Luar - Capitulo 4

Noite de Luar - Capitulo 5

Noite de Luar - Capitulo 6

Noite de Luar - Capitulo 7

Noite de Luar - Capitulo 8

Noite de Luar - Capitulo 9

Noite de Luar - Capitulo 10

Noite de Luar - Capitulo 11

Noite de Luar - Capitulo 12

Noite de Luar - Capitulo 13

Noite de Luar - Capitulo 14

Noite de Luar - Capitulo 15

Noite de Luar - Capitulo 16

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

Afiliados

Lua Nova Twilight/Notícias Fotos e Tudo Sobre o Mundo de
Crepúsculo

Image and video hosting by TinyPic

Rádio do Planeta - A solidariedade toca aqui!

Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Create your own banner at mybannermaker.com!