Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saga Crepusculo Portugal

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail:crepusculoforum@sapo.pt Um blog que vai ao encontro de que as(os) fãs mais desejam. Aqui é o espaço perfeito onde podes saber as novidades sobre toda a emocionante saga CREPÚSCULO... Esperamos por TI AQUI.

Saga Crepusculo Portugal

10
Set11

Fanfic - Capitulo 34 - "Renesmee Cullen"

Joana
34º Capítulo
 
 

Jacob

 

                Sabia de alguma forma que aquele rapaz iria trazer problemas futuros, quer para a minha relação com a Nessie como também para a tribo. No dia anterior à minha discussão com a Renesmee falei com o velho Ateara e o meu pai, sobre o Darwin e as suas origens.

                -Esse nome “Frenris” vêm de uma mitologia Europeia, mais precisamente do lado nórdico da Alemanha. – começou por falar o Ateara.

                - Existem lendas que contam que Frenris era o lobo mais monstruoso que existia á face da Terra. Foi concebido devido á junção da gigante “Angrboda” com o “Loki” , que penso que tenha sido uma serpente. – disse o meu pai, enquanto passava a sua mão sob o queixo, como se algo o deixa-se preocupado.

                - Mas existe alguma possibilidade do Darwin… - tentei continuar, mas a preocupação que estava a crescer dentro de mim a cada minuto desta conversa impedia-me de o fazer.

                -Talvez. – ponderou Ateara – Assim como nós, ele pode ter o genes.

                - E é muito provável – desta vez foi o meu pai- Visto que ele teve dois filhos. Esses dois filhos podem ter tido outros filhos e assim sucessivamente, e o genes vai passando de geração em geração, tal como nós.

                Aquela conversa martelava na minha mente consecutivamente e sempre que fechava os olhos via a Renesmee a ser atacada por aquele monstruoso lobo. Estava à frente de um grande dilema : se contava aos Cullen ou não, mas visto que isto talvez seja do interesse deles e também devido á “louca” amizade que a Nessie tem por ele, eu vou contar.

                - E vai ser agora – murmurei para mim próprio à frente do espelho.

                Peguei nas chaves do meu Rabbit e logo me coloquei a caminho da grande casa. Durante o caminho as palavras que Renesmee me disse vagueavam a minha mente de uma forma dolorosa. Por um lado eu consigo entende-la, ela não sabia de nada e não conseguia entender o porquê de eu ficar naquele estado quando os vi tão próximos. Fiquei apavorado só de pensar o que aquele Darwin lhe poderia fazer.

                Quando cheguei á casa dos Cullen já o sol havia sido coberto pelo manto de estrelas. Saí do carro apressadamente e com passos largos e rápidos dirigi-me à porta de vidro.

                - O que é que fazes aqui, oh cachorro? – atacou a loira nojenta, quando entrei dentro de casa.

                - Desculpa desiludir-te mas vim falar com o Edward e o Carlisle, apenas – ironizei.

                - Ah cachorro, no dia em que eu queira falar contigo, por favor internem-me que devo estar maluca. – resmungou Rosalie, enquanto subia as escadas de acesso à sala.

                Entrei na sala com algum receio de encontrar a Nessie com aquele seu olhar repleto de raiva e mágoa. No sofá cinzento encostado á parede estava Bella sentada, com uma Renesmee adormecida sob o sofá. Reparei que os seus olhos estavam inchados e um pouco vermelhos em volta. Ela chorou.

                - Se vens falar com a Renesmee, como vês, ela está a descansar. – repreendeu Bella.

                - Peço desculpa por tudo, mas eu tenho uma razão. E venho falar com o Edward e Carlisle sobre isso. – silenciei durante alguns segundos, enquanto encarava os olhos de Bella – Será que eles têm uns minutinhos?

                - Que queres de nós,  Black? – perguntou Edward ao entrar na sala.

                - Queria colocar-vos a par de uma situação, que talvez seja ou não muito grave. – respondi, enquanto pensava na conversa do meu pai com o velho Ateara.

                Reparei que Edward enrijeceu e os seus olhos olhavam-me com várias perguntas que talvez queira fazer.

                - Black, acompanha-nos até ao escritório – disse brutamente.

                - O que se passa filho? – perguntou Carlisle, quando entramos pelo escritório andentro.

                - Boa, tarde senhor Carlisle. – comprimentei.

                - Viva Jacob. Mas qual seria a sua honra de vir falar comigo? – questionou.

                Sentei-me na cadeira em frente à sua secretário e relatei todos os pormenores da conversa que tive com o velho Ateara e o meu pai. Notei que enquanto falava daquelas lendas, Carlisle ficava cada vez mais fascinado, respondendo-me apenas com uns “hum-hum”.

                - Foi por essa razão que eu não gostei de ver a Nessie com o Darwin e em consequência discutimos. – disse de cabeça baixa.

                Ouvimos a porta do escritório a abrir-se violentamente e uma Renesmee cheia de raiva a entrar por ele adentro

                - Podem começar a explicar. – disse firme- O que é que se passa com o Darwin?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Fórum Saga Crepúsculo Portugal

Blog Saga Crepúsculo Portugal Mail: crepusculoforum@sapo.pt
Um blog que vai ao encontro do que as (os) Fãs desejam mais. Aqui é o Espaço Perfeito onde podes saber novidades sobre esta emocionante saga que está a mudar o Mundo, a SAGA CREPUSCULO ... Esperamos por ti AQUI .

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D